A Jornada da Heroína

DESCRIÇÃO DO PROGRAMA

Nesta jornada interna ancorada no corpo através do movimento e da dança, vamos percorrer o caminho da individuação.

A jornada começa com o despertar do mundo das formas e da ilusão, identificado com a mente analítica e com o Ego. Dando o passo gigante que nos retira da caverna escura do mundo do inconsciente, iniciamos o caminho sinuoso e cheio de desafios em direção á luz da divindade que nos habita, o nosso Self, a nossa verdadeira essência.

Através da dança e da intenção clara de cada movimento, despertaremos no corpo as memórias gravadas e traremos à luz da consciência muito do que não nos permitimos tocar.

O objetivo é que, através das lembranças, sensações e emoções gravadas no corpo, consigamos estabelecer comunicação direta com as nossas células, onde se encontra armazenada toda a nossa história, no sentido de nos relembrar Quem Somos e o Que Fazemos aqui!

Nesta jornada do relembrar da nossa essência encontraremos muitos obstáculos que, de forma inconsciente e criados pelo Ego, vivemos como separação e sofrimento. Com o despertar da consciência, compreenderemos que estes obstáculos são na verdade, os grandes mestres desta epopeia a que chamamos vida, o precioso mapa para o tesouro que guardamos no nosso interior: a descoberta de todas as partes de nós, que nos permite o conhecimento sobre quem verdadeiramente somos!

A Jornada da heroína é o caminho do sentir da nossa própria divindade, do sentir que a luz da fonte criadora, Deus, se lhe assim quisermos chamar, habita dentro de cada um de nós, no interior de cada uma das células do nosso corpo.

Relembrar isso é tarefa árdua, pois significa despirmo-nos da mente analítica, do Ego, de todas as crenças, projeções, de todas as identificações com o mundo ilusório da forma, onde estão compreendidos o espaço e o tempo!

O caminho da individuação é o caminho da luz através das trevas do nosso inconsciente, onde os diamantes pacientemente aguardam a descoberta através do reconhecimento, aceitação e amor incondicional por todas as partes de nós.

A jornada apenas se completa quando nos permitirmos Ser a coragem da aceitação plena de Tudo o Que É, despidos do conflito interno do julgamento, em total entrega e rendição ao momento presente onde finalmente nos libertamos da dualidade, para Sermos plenamente UNOS em Amor, Alegria, Compaixão e Paz interior.

FACILITADORA: Bibi Fernandes

DATAS: Brevemente